quarta-feira, 11 de abril de 2012

Especial FOX Channels: FOX Life anuncia suas produções nacionais para 2012



Na coletiva de imprensa realizada pela FOX International Channels Brasil, na manhã de ontem, dia 10 em São Paulo, foi apresentada a nova programação de seus canais de TV por assinatura. Neste especial, você vai ficar sabendo as novidades nacionais para 2012 dos canais FOX, FX, FOX Life, NatGeo e Bem Simples.

A coletiva foi presidida pelo vice presidente sênior e diretor geral da FOX no Brasil, Gustavo Leme, e contou com executivos da FOX como Paulo Franco, vice presidente sênior de programação e conteúdo e os nomes contratados que estarão à frente dos programas produzidos no Brasil. Os novos programas anunciados na coletiva se encontram em diversas fases de produção.


Faixas de programas brasileiros serão criadas no FOX Life, uma delas é "FOX Life Retro", que promete exibir "os maiores sucessos da TV aberta no Brasil, que não sejam da Globo". A primeira novela a ir ao ar, no final do primeiro semestre, será "Bela, a Feia" da Rede Record. Exibida entre 2009 e 2010, a novela é baseada na telenovela colombiana "Yo soy Betty, la fea" e teve Giselle Itié, Bruno Ferrari, Jonas Bloch, Simone Spoladore, Carla Regina, Esther Góes e Iran Malfitano no elenco principal. Lembrando que o canal FOX Life já reprisou novelas da Record como "A Escrava Isaura" e "Essas Mulheres". Paulo Franco, executivo de conteúdo declarou "Estamos conversando com a Bandeirantes e com o SBT para adquirir programação. A Globo não está em negociação porque ela tem o Canal Viva para exibir programação de arquivo".

Entre outros projetos está a versão brasileira de "Man VS. Food", formato da FremantleMedia, onde um apresentador sai pelo mundo em busca dos melhores lugares para se comer e comer o máximo que puder.

Além da faixa "FOX Life Music" que exibirá shows com artistas brasileiros de diferentes estilos musicais.

Mesmo com todos esses investimentos, Paulo Franco, acredita que alcançará 100% da cota previstas pela nova lei da TV paga (PL 12.485/11), que deve entrar em vigor em julho. "Dependendo do que ficar regulamentado efetivamente com a Lei, vamos atingir apenas metade da cota prevista", acredita o diretor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário