sexta-feira, 30 de março de 2012

Maio: "Que Rei Sou Eu?" estreia no Viva



O reino de Avilan e seus moradores mais ilustres estarão de volta no Canal Viva a partir de 7 de maio. "Que Rei Sou Eu?", um dos folhetins mais queridos e lembrados pelos telespectadores, ocupará a faixa de 0h15. Além da qualidade inquestionável da produção, do roteiro à direção, passando pelo figurino de época, a novela será exibida para atender aos anseios dos assinantes do Viva que, desde a estreia do canal, em 2010, pedem a reapresentação da trama de Cassiano Gabus Mendes.

Com direção-geral de Jorge Fernando, "Que Rei Sou Eu?" trouxe leveza e alegria ao horário das 19h, quando foi exibida originalmente em 1989, ao mesmo tempo em que fazia críticas ácidas ao momento político do país por meio de metáforas. Apesar de retratar um momento muito particular da história do Brasil, a trama não é datada e brinca com as mazelas da sociedade e do governo - em Avilan, nada funciona como deveria, o que sempre causa confusão.

A grande força da novela é seu elenco de peso. A trama começa com a morte do rei Petrus II (Gianfrancesco Guarnieri) e, na ausência de um herdeiro legítimo à coroa, os conselheiros da rainha Valentine (Tereza Rachel) convencem-na a entregar o trono ao mendigo Pichot (Tato Gabus Mendes). O grande vilão da história é o bruxo Ravengar, interpretado de forma memorável por Antônio Abujamra. Mas, o filho bastardo de Petrus, Jean-Pierre (Edson Celulari), não se conforma com a armação e resolve derrubar os poderosos de Avilan.

Também se destacam na história os conselheiros Crespy Aubriet (Carlos Augusto Strazzer), Gaston Marny (Oswaldo Loureiro), Bidet Lambert (John Herbert), Gerárd Laugier (Laerte Morrone) e Vanolli Berval (Jorge Dória), e os amores de Jean-Pierre: Aline (Giulia Gam), empregada do castelo, e Suzane (Natália do Vale). No núcleo da realeza, Stênio Garcia (Corcoran, bobo da corte), Cláudia Abreu (Princesa Juliette) e Dercy Gonçalves, em uma participação especialíssima como Eknésia, mãe da rainha Valentine, também conquistaram o público. A trama se passa em 1786, três anos antes da Revolução Francesa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário